Ads Top

Entrevista com Mark Gatiss: "Meu episódio preferido é 'Um Escândalo na Belgrávia'"



No mês em que completou 46 anos e entrou em cartaz no teatro encarnando o Rei Charles I na peça 55 Days, Mark Gatiss concedeu uma rápida entrevista ao Hampsted Theatre onde foram os fãs que fizeram as perguntas via Twitter.

Ele respondeu sobre o que pensa de Charles I, "Ele sempre me fascinou. Ele foi arrogante, tinha duas caras e era tirânico mas se conhecia muito bem." e que acredita que, já no fim, ele queria mesmo morrer. Também respondeu que gostaria de interpretar os reis John e Richard II ("mas agora já estou muito velho"). Fã dos filmes de horror (inclusive irá gravar um especial sobre o gênero para a BBC), Gatiss contou que dois filmes que realmente o apavoraram foram  "Desafio do Além/A Casa Maldita" (The Haunting; 1963) e "Ringu" (1998) e que "não suporto pornô de tortura, já que é doentio; não assustador". Abaixo, colocamos na íntegra o trecho da entrevista de Mark relacionado a Sherlock:

Para ler toda a entrevista, clique aqui
Qual foi o maior desafio da sua carreira até agora? @SarahNutland
55 Days deve chegar perto. Charles é o meu primeiro rei e é um desafio formidável transformá-lo em algo extenso, agradável e digno de pena. Em termos de horas gastas, noites sem dormir e responsabilidade, é Sherlock definitivamente!
Dos que você e Steven criaram, qual episódio de Sherlock é o seu preferido? @hmmSHERLOCK
Um Escândalo na Belgrávia de longe. É uma obra maravilhosa. Honra a história original mas extrapola coisas incríveis dela. É engraçado, estranho, assustador, empolgante e, essencialmente, muito tocante.
Quanto tempo leva a filmagem de Sherlock e é divertido no set? @Mjeshep
Leva uns três ou quatro meses para filmar, com meses antes para escrever e preparar. Costuma ser muito divertido no set mas a pressão de gravar três filmes com esse tempo não deixa de ser um desafio!
Quem é o mais emocionalmente vulnerável/dependente na relação entre John Watson e Sherlock Holmes? @LithiumFlower
Claramente é John Watson. Ele é um veterano de guerra danificado vagando sem propósito quando conhece Sherlock Holmes. John é extremamente leal a seu amigo mas pode ficar muito machucado pela fala de sentimento de Sherlock. Em contraste, Sherlock é um homem que se preocupar não é uma vantagem. Mas lentamente, lentamente, John o está deixando mais humano.
Excluindo Sherlock Holmes … Qual seu livro favorito? @Hollys05
Grandes Esperanças! Eu sou louco por Dickens e este, eu acho, é a sua obra-prima. Eu também amo Um Conto de Natal e leio todo ano! Também amo os livros de Claudius de Robert Graves e recentemente descobri books Graham Greene. Uau!
Se você tivesse que desistir de um para sempre, qual seria: atuar ou escrever? E por que? @AurieLisbon
Prefiro não fazer isso, obrigado! Eu tenho a benção de poder fazer o que sempre quis: escrever e atuar. Eles se complementam tão bem e eu uso diferentes "músculos" para ambos.
Se um Time Lord real te oferecesse a chance de ir a qualquer lugar (em qualquer época) que você quisesse, onde você iria e por que? @EmParisx
Tendo sido sempre obcecado pelo passado, agora eu definitivamente iria para o futuro! Eu adoraria saber como nós nos viramos. E como o mundo será daqui a 100, 200, 1.000 anos. Emocionante! Se fosse no passado: as Guerras Civis, definitivamente. A Inglaterra Eduardiana. Mas eu me lembro do que Gore Vidal dizia a qualquer um que achava que o passado tinha sido um lugar melhor, "Uma única palavra: ODONTOLOGIA."

Falando em Mark Gatiss, no dia 11 de novembro ele apresentará no palco do Criterion Theatre o debate "The Game is On: Uma tarde com Mark Gatiss & amigos", em apoio ao London Lesbian & Gay Switchboard e quase todo o elenco de Sherlock estará presente. O público poderá participar mandando perguntas para os convidados através do e-mail thegameison@llgs.org.uk . Se você não manja inglês mas quer mandar uma pergunta, mande pra gente em brasilsherlock@gmail.com! Saiba mas detalhes (em inglês) aqui.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.