Ads Top

Mark Gatiss admite que não deveriam ter matado Moriarty na segunda temporada

Mark Gatiss admitiu que ele e seu parceiro Steven Moffat poderiam ter feito as coisas de forma diferente, como não ter matado Moriarty no fim da segunda temporada. Essa revelação foi feita durante uma palestra que ele deu na Oxford Union no dia 06 de junho.

O vídeo com toda a sessão de perguntas e respostas que aconteceu após a palestra foi disponibilizado, com quase uma hora de bate-papo em que Gatiss fala sobre Doctor Who, A Liga dos Cavaleiros e histórias de fantasmas, mas aqui selecionamos o trecho em que ele responde a uma pergunta impertinente sobre Sherlock para contar para vocês.

Perguntado se ele se arrepende de ter feito alguma coisa na série ou se teria feito algo diferente, Mark rapidamente deu uma resposta afirmativa - e fica claro que ele não precisa de tempo para pensar em exemplos.

"Bem, sempre tem coisas que você faria diferente", admitiu. "Talvez a gente não devesse ter matado Moriarty no final da segunda temporada". Sim, a gente concorda, mesmo que o suicídio de Moriarty não tenha sido a última aparição do personagem na série.

Sobre a presença constante de Moriarty no programa apesar de sua morte, Mark comentou: "Eu me lembro de ir ao Festival de TV de Edimburgo com o Andrew Scott e no final ele disse, 'Eu fico mesmo um pouco triste, porque tudo acabou', e eu pensei [risada malígna]. Já tem umas cinco vezes que ele deixou a série".

"Na verdade, esse é o objetivo. Se você vai contar histórias de 90 minutos, tão grandes e com duração de filmes, os parâmetros [como matar um dos maiores personagens] precisam ser altos".

Mark tentou pensar em outros arrependimentos e terminou concluindo: "Me dá uns 20 anos para decidir. Até lá, teremos uma quinta temporada..."

Fonte: BBC America

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.