Ads Top

Martin Freeman: Fazer parte de Sherlock não é mais tão divertido


Em entrevista recente ao jornal The Telegraph para falar sobre a sua participação no filme Pantera Negra, Martin Freeman aproveitou para falar sobre Sherlock, a pressão dos fãs e quando tudo isso deixou de ser divertido.

Freeman acredita que veremos mais do personagem Everett Ross no universo da Marvel. Mas não está certo sobre um possível encontro entre Everett e o Doutor Estranho (Benedict Cumberbatch) na telona. Assim como também não tem certeza se um encontro com Cumberbatch irá ocorrer na televisão num futuro próximo.

A quarta temporada da série terminou em janeiro de 2017 em meio a uma enxurrada de manchetes negativas acusando a série, uma vez aclamada, de ter se tornado complicada e superada. 

Como Freeman se sentiu sobre a reação?

"Bem, nós somos britânicos, então basicamente queremos que todos morram após o primeiro álbum.", diz ele. Ainda assim, ele acredita que algumas das críticas sejam pertinentes. "Sendo totalmente honesto, era impossível. Sherlock se tornou o que é de forma imediata. Até mesmo The Office (a comédia de Ricky Gervais que lançou a carreira de Freeman) cresceu aos poucos. Mas Sherlock era visivelmente uma série de alta qualidade desde o início. E quando você começa tão alto, é muito difícil manter assim"

Ele parece mais frustrado, entretanto, com a parte furiosa do fandom que especula que Watson e Sherlock estão apaixonados. "Havia pessoas que tinham certeza de que a série acabaria com os dois juntos", diz ele, ainda parecendo irritado com o assunto, mesmo 15 meses após a exibição do último episódio.

Que fique registrado: "Eu e Ben, nós literalmente nunca, nunca fizemos uma cena deles como apaixonados. Nós não estamos apaixonados, p*rr@", diz energicamente.

Eles já discutiram uma quinta temporada?

"Não massivamente. Bem... acredito que após a quarta temporada, o sentimento é de pausa. Acho que sentimos que participamos disso por um bom momento. E parte disso, falando por mim, é devido à recepção à última temporada".

Muito além da crítica, ele fala da excessiva pressão pessoal que se deparou por conta do sucesso da série. "Fazer parte da série é uma coisa meio 'mini-Beatles'", diz ele. "As expectativas das pessoas, algumas, já não são mais divertidas. Não é mais algo para ser apreciado, é uma coisa de:" É melhor você fazer essa p*rr@ logo, caso contrário você é um f... ". Isso não é mais divertido", repete ele

Fonte: Telegraph

Edit: Há seis meses, Benedict Cumberbatch também declarou que a interferência do público em Sherlock fez o trabalho perder a graça: aqui

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.