Ads Top

Martin Freeman esclarece: "Eu nunca disse que Sherlock não era mais divertida"



A declaração de Martin Freeman de que não era mais tão divertido fazer parte de Sherlock continua a repercutir. Como explicamos aqui, a sua fala foi retirada de contexto não apenas pela matéria original mas, principalmente, por todas as outras que exploraram este conteúdo criando uma polêmica vazia em busca de cliques.

Até mesmo Benedict Cumberbatch entrou na polêmica, e sua afirmação de que apesar de entender a posição de Martin, achava patético que alguém não conseguisse focar no trabalho devido às expectativas alheias, se transformou em "Benedict diz que declaração de Martin é patética" [Mas vamos combinar, que adjetivo mal escolhido].

Em entrevista à italiana Movie Player, promovendo o filme Ghost Stories, Martin Freeman foi confrontado a respeito de seus comentários. Aparentando irritação, ele respondeu:

"Para esclarecer, e eu esclareci com o veículo em questão [se referindo ao The Telegraph, onde a entrevista original foi publicada], a manchete foi 'Sherlock não é mais divertida pra mim'. Eu nunca disse isso. Essas palavras nunca foram ditas. Há aspectos da pressão em Sherlock dos quais eu não gosto, mas eu amo a série. Eu não sou idiota, eu leio muitos roteiros, trabalhei em muitas coisas, eu sei que esse é o melhor programa em que estarei. No que diz respeito à qualidade, a escrita, a cinematografia, a produção -- o trabalho é bom. Mas sim, eu nunca previ uma pressão assim em nenhum trabalho, como tem em Sherlock. Então, por um lado, é bacana que haja pessoas que invistam na série, mas sim, eu acho que todos nós, todos nós, sentimos que...que é uma faca de dois gumes. É uma faca de dois gumes que vai do "te amo, te amo, te amo" e vira "te odeio, te odeio, te odeio", e a distinção entre ambas é bem tênue, e não é fácil. Assim, eu não estou choramingando, eu tenho muita sorte na vida, e trabalhar em Sherlock é parte disso, mas fingir que isso não existe seria mentir, não seria verdade".

Continuando sua fala, já de forma mais tranquila, ele explicou a dificuldade sobre retornar à série:

"E também é difícil juntar todo mundo ao mesmo tempo. Não é que eu preciso que fiquem me convencendo, é que pelos últimos três episódios, o que está escrito sugere que agora vamos dar uma pausa. Não é que pareça um fim definitivo, mas parece algo concluído. Eu adoro ser John Watson, é um trabalho fantástico, adoro trabalhar com o Ben, ele é brilhante em um papel brilhante. Então, nós sabemos muito bem como temos sorte de ter papéis como esses em uma série como essa, mas eu acho que...meu palpite é de que vai demorar um tempo [para a série retornar]. Mas eu ainda sou fã".

Assista ao vídeo (áudio em inglês, legendas em italiano)





Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.