Ads Top

Snail Trail: Mark Gatiss revela alguns detalhes sobre a 3ª temporada!


[Contém Spoilers]
 
A terceira temporada da série britânica “Sherlock” só começará a ser filmada em 2013 e, tudo indica que a estreia tardará até inícios de 2014 [Steven Moffat garantiu em chat promovido pelo jornal The Guardian que a estreia será em 2013]. No entanto, e ao contrário do outro cocriador da série, Mark Gatiss (Mycroft Holmes) mostra-se mais disponível para manter os espíritos dos fãs da série vivos, numa altura em que todos se preparam para uma looonga espera…
 
A confirmação de que a terceira temporada se iniciará com uma adaptação do conto de Doyle, “The Adventure of the Empty House”, era já esperada pelos leitores dos livros, mas Mark diz-nos um pouco mais do que isso!
 
“Há certos pormenores acerca de The Adventure Of The Empty House que estão como que gravados em pedra, porque é assim que Sherlock regressa, mas, ao mesmo tempo, sentimos liberdade de inventar e introduzir detalhes novos nela.”, diz o escritor ao PA.
“The Adventure of the Empty House” foi publicada em 1903, cerca de 10 anos depois de“The Adventure of the Final Problem”, onde Doyle pretendia acabar com a “vida” e a história da sua mais conhecida personagem, após a sua queda nas cataratas de Reichenbach, nos Alpes Suíços.
 
Mas, os fãs ficaram de luto (literalmente: as pessoas usaram faixas negras no braço direito durante meses após a “morte” de Sherlock Holmes!) e, durante toda essa década, a pressão criada sobre Doyle para trazer de volta o seu querido detetive acabou por fazê-lo ceder.
 
E é assim que, miraculosamente, Sherlock Holmes regressa da sua “morte” (que, nos livros, durou três anos), perante um Watson inacreditavelmente compreensivo e desprovido de qualquer emoção, para além de surpresa e de uma desmedida felicidade, que o leva a desmaiar por momentos.
 
Mas, esse Watson não foi forçado, impotentemente, a ver o seu melhor amigo cometer “suicídio”, nem a ver ou a tocar no seu corpo morto e partido e, muito menos, a enterrá-lo (nas histórias originais, o corpo de Holmes nunca foi, obviamente, encontrado). Esse Watson, apesar de ferido pela guerra, não transportava lesões psicológicas nem traços psicossomáticos e, quando Holmes desapareceu, esse Watson tinha uma esposa dedicada que o adorava – tinha uma vida, que seguiu, sem problemas, após a suposta morte do amigo. 
 
O Watson de Freeman já não poderá, de todo, gabar-se do mesmo.
 
“Por exemplo, sempre achei um pouco improvável que a única reação de Dr. Watson fosse desmaiar – quando supondo a possibilidade de uma jorrada de terríveis insultos.”, diz Gatiss.  
Mas então é isso que podemos esperar? Um monte de palavras insultuosas? E que tal um potente murro no olho? 
 
E, quer isto dizer que vamos conhecer o Coronel Sebastian Moran (para quem desconhece este facto, ele é o tema central desta aventura)?
… Por agora, Gatiss não nos responderá. Resta-nos esperar por este e mais os outros dois episódios, ainda sem nome.
 
“O Steven [Moffat] e eu temos as nossas [aventuras] preferidas de todos os tempos, mas é, realmente, uma questão do que melhor se encaixará na estrutura.”, explicou ele.
 
Do blog parceiro Snail Trail.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.