Ads Top

Encontro com Mark Gatiss: Livraria Cultura do Shopping Iguatemi - SP (15/03/14)


Mais de um mês (daqui a pouco beirando 2) da vinda de Mark Gatiss ao Brasil e nada melhor do que relembrar sua ida à Livraria Cultura, no dia 15 de março, em São Paulo!

Bom, pelos relatos de quem foi no evento do Rio de Janeiro, o de SP foi bem mais organizado e a equipe do shopping parecia melhor preparada. Apesar de um pequeno desencontro nas informações sobre qual entrada do shopping seria a certa (acabou que tinham duas filas rolando ao mesmo tempo), no final, as duas filas se encontraram e tudo deu certo para quem tinha chegado cedo. 


Fila do lado de fora para entrar no shopping

Eles conduziram os fãs de pouco em pouco até a entrada da livraria, fazendo fila indiana para ninguém correr. Achei que foi muito organizado e fez com que ninguém tivesse que sair correndo desesperado. Às 10 horas em ponto começaram a distribuir as senhas e foi feita a promoção dos dvds de Sherlock e Doctor Who. O evento ia acontecer no terceiro andar da livraria e deixaram montada uma mini-arquibancada, que ficou lotada cedo. Ninguém queria perder a oportunidade de vê-lo!

Antes de tudo, é importante dizer: como aquele local ficou lotado! A Cultura com certeza não esperava tanta gente assim para um “mero roteirista”, que “ninguém” conhece por aí. Tinha gente vestida de cosplay (um melhor que o outro, sério!), gente que veio de longe - tipo eu-, sherlockians e whovians. Por volta das 18 horas, eles começaram a arrumar o local, fecharam um quadrado onde teria o telão e as cadeiras para a entrevista e os convidados. Quem não conseguiu pegar local na arquibancada, ficou sentado em volta desse quadrado e em pé perto dos livros, que foi meu caso. 

Fila para pegar senha
Acho que uma das coisas mais legais desse dia foi a escolha das pessoas para ficar dentro do quadradinho com o Gatiss. Nós achamos que fosse ser algum filho de gente importante ou alguma outra pessoa que não era nem fã dele e isso seria bem chato, porque todo mundo se matou pra conseguir vê-lo ali. Mas, para a minha surpresa, foram escolhidos fãs que estavam lindamente vestidos de personagens de Doctor Who: o pessoal do Cosplay Em Cena! Nada mais justo, para ser sincera. Eles entraram em meio a gritos e, um pouco tempo depois, entrou o Mark.

Eu pude vê-lo entrando bem de pertinho e tava todo mundo se apertando para ver de perto, gritando muito, mas MUITO. Ele entrou sorrindo e parecia muito satisfeito com a histeria, parecia até que era o Benedict ou o Martin.

video

Demorou um bom tempo para o pessoal se acalmar e ele até gritou “SILENCE” de brincadeira, o que rendeu ainda mais gritos.

Começou a entrevista, que foi conduzida pelo pessoal da Doctor Who Brasil, que mandou muito bem. Foram respondidas perguntas pré-selecionadas e outras que foram gritadas para ele durante o evento. Foram muitos momentos legais, que eu posso destacar:

Uma das primeiras perguntas foi qual o legado que o trabalho dele na televisão ia deixar: “maldade”, ele respondeu. “O legado da maldade (...) Infelicidade, perversidade. Não sou eu que vou dizer, eu sempre tento fazer coisas que eu gostaria de assistir, coloco muita paixão nisso e sou muito sortudo de estar numa posição em que posso fazer isso e isso para mim é toda o legado que eu poderia ter. E que a melhor propaganda a se fazer é um bom trabalho (...)” (no final uma pessoa grita “I LOVE YOU” e ele responde de volta “I LOVE YOU MORE”).

Perguntaram também se ele faria um encontro entre o Sherlock e o Doctor, e ele disse que não entendia porque juntar os dois, já que eram shows diferentes, e ainda indicou um vídeo em que fizeram isso e que ficou muito bom (veja o vídeo).



Outra pergunta feita foi qual era a cena que ele mais gostou de filmar em Sherlock e porquê, e ele destacou a última cena de Um Escândalo em Belgravia, com o Martin Freeman, porque eles tiveram que filmar duas vezes, já que numa das vezes estava na época das manifestações em Londres. Estava chovendo muito no dia e, do nada, a chuva parou e veio um policial no local e disse “CORRAM” e os dois correram. Era uma época muito estranha. E eles não voltaram a filmar a cena nos 2 meses seguintes, tiveram que remarcar. Ele gostou muito de como foi montada a cena, da conversa prévia se eles deveriam ou não contar a verdade ao Sherlock e é a primeira vez que eles sabem que o Sherlock queria ser um pirata.
Deram uma TARDIS de chocolate para ele!


Quando perguntado se ele viria para a Comic Con Experience, disse que se todos nós nos comportássemos, ele poderia vir, porque, afinal, quem não gostaria de ir numa Comic Con ali?!

Disse também que tinha coisas em comum com o Mycroft, como “se vestirem muito bem, terem um belo bumbum…”, mas depois disse que eles não tinham nada em comum, porque o Mycroft é frio e ele não é (a gente já tinha percebido!).

Fizeram uma pergunta muito bacana sobre quais conselhos ele daria para iniciantes no campo dos roteiristas e ele respondeu brincando “FIQUEM FORA DO MEU CAMINHO (“Stay out of my way!”)”, mas depois começou a dar um discurso muito fofo: “(...) Se você acredita no que está fazendo e coloca seu coração e alma naquilo, irá passar pela rejeição” (rendeu vários “aaaaaw”).

Aww fofinho!
Foi tudo muito divertido, pena que não dava para ouvir muito bem: o som parecia baixo e o Mark também não fala muito alto, fora o pessoal balangando que não deixava ouvir. Felizmente, existe um vídeo completo da entrevista, com áudio ótimo!

Depois que a entrevista acabou (pareceu tão rápido!), eles começaram a agrupar os fãs com senha na arquibancada. Foi tudo muito organizado também, porque eles iam levando de pouco em pouco. O mais legal foi terem pegado o nosso nome e escrito num papel pra levar junto, porque aí o Mark poderia escrever no autógrafo e não errar, fora que aí ele tratava a pessoa pelo nome.

A experiência de falar com ele, mesmo que por segundos, foi muito louca. Entreguei meu pôster e ele começou a falar comigo. Tudo que eu conseguia dizer era “Estou muito animada” e “OMG”! Ele falou comigo sobre um filme em que havia uma personagem com o meu nome, Valéria, e perguntou se eu já tinha visto. A verdade é que eu não entendi o nome do filme de tão nervosa que eu tava e disse que já tinha assistido mesmo assim! Não pude, infelizmente, levar nada da equipe Sherlock BBC Brasil, porque não pudemos comprar a tempo, mas vários fãs entregaram presentes legais, como coqueteleiras para caipirinha, ursinhos, brigadeiro, ovo de páscoa e etc.

Um pouquinho antes de ser quase chutada da sala, falei pro Mark assim: “Será que você pode me dar um high five?”, ele me olhou e disse “Ah não, eu me machuquei no último” (ele tava se referindo ao meu amigo que havia pedido um high five antes de mim). Fiquei um pouco murchinha e falei “Ah, tudo bem, então” e, antes de eu ir embora, ele levantou a mão e rolou o high five mais épico da minha vida! 


O Mark é um cara muito bacana e muito acessível, na medida do possível e das exigências da BBC, porque tinha uma certa frescura toda em cima dele. Fiquei sabendo, inclusive, que o pessoal que não havia conseguido senhas ficou por ali no andar onde teve o evento, na expectativa de talvez vê-lo de novo ou conseguir algo. Como tudo foi rápido (eu fui uma das últimas e saí de lá 21 horas), ele concordou em assinar para quem não havia conseguido senha. O pessoal da equipe informou que seriam só mais alguns e que, quando fosse hora de acabar, eles iam encerrar tudo mesmo. No final, ele autografou coisas para todo mundo que tinha ficado ali! Não existe um número exato, mas alguns amigos me disseram que ele deu autógrafo para mais ou menos umas 50 pessoas a mais.

Eu só tenho experiências ótimas desse dia e espero que, com o grande sucesso desse evento e o do Rio, a BBC invista mais em produtos e eventos para o nosso país, de preferência em outras cidades também. Portanto, vai meu agradecimento à BBC e à Cultura pelo evento!

E aí, o que vocês têm para compartilhar desse dia? Contem pra gente!

Leia também a nossa cobertura da passagem de Gatiss pelo Rio de Janeiro, na Livraria Cultura (aqui) e na Rio Content Market (aqui) e nossas 2 perguntas para Mark Gatiss (aqui).

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.