Ads Top

Hiatus por tempo indeterminado ou fim da série?


 Desde que Sherlock se tornou um sucesso mundial, projetando Martin Freeman e Benedict Cumberbatch para o estrelado e deixando ambos os atores ocupados com um volume cada vez maior de trabalhos em filmes, séries e minisséries - com Cumberbatch inclusive alçando o posto de ator do primeiro escalão, sendo indicado ao Oscar de Melhor Ator por O Jogo da Imitação - que o futuro da série se tornou uma incerteza. Quando a segunda temporada terminou com o falso suicídio do detetive, ninguém tinha dúvidas de que uma nova temporada viria, mas a partir da terceira tudo ficou nebuloso: um episódio chamado como Seu último voto seria o fim? E depois da estreia, Sherlock voltaria tão cedo para solucionar o caso das misteriosas mensagens de Moriarty nas telas de TVs inglesas?

Na época, nós fomos o único site a dizer que não, a terceira temporada não seria a última. Nós organizamos um masterpost (link) com todas as entrevistas que embasavam nossas crenças e que garantiam que a quarta temporada (e inclusive uma quinta) eram uma possibilidade real -- até o momento em que o próprio Benedict Cumberbatch foi gravado em vídeo confirmando que sim, haveria mais duas temporadas da série.

Apesar disso, ainda naquela época, Benedict já tinha afirmado que "não posso passar mais cinco meses no teatro ou em um grande programa de TV". Ainda assim, sabemos que ele embarcou em projetos desse tipo desde então. Então, qual a diferença de antes para agora?

Bom, sabemos que Sherlock é um grande sucesso da TV. Que após a segunda temporada, grandes contratos foram feitos para comercializar produtos da série no mundo todo e eventos, como a Convenção Sherlocked, se tornaram uma realidade. A série não poderia simplesmente ser abandonada assim e, dessa forma, foi feito o arranjo para adiantar as coisas: a terceira temporada estreou em 2014 - as duas seguintes se transformaram em um especial e uma nova temporada, que estrearam em 2016 e 2017, respectivamente. Sendo assim, todos os envolvidos estão liberados de compromissos contratuais com a série.

Sabendo da dificuldade que é conseguir conciliar as agendas de todos, principalmente Benedict e Martin, que tiveram que se desdobrar para gravar principalmente O Hobbit, no caso de Freeman e Doutor Estranho, no caso de Benedict, enquanto estavam presos nos três meses de gravações que exigem cada temporada de Sherlock (o que levou a pausas e adiamentos nas gravações da série), Mark Gatiss e Steven Moffat trataram de escrever um desfecho para Sherlock que ao mesmo tempo em que não deixa ganchos em aberto (tudo o que deveria ser resolvido foi resolvido na quarta temporada e não há mais ameaças que assombrem a dupla de detetives), também permite que os personagens estejam sempre lá em Baker Street solucionando crimes, o que faz com que um retorno, seja ele em forma de especial ou de temporada, não seja descartado. No futuro.

A maior questão é que todos elementos instigantes do universo Sherlock Holmes que conseguem dar a liga para temporadas inteiras já foram feitos: já vimos como Holmes e Watson se conheceram, já houve a aparição Moriarty, Sherlock e Moriarty já se enfrentaram, Sherlock já fingiu sua morte e retornou, já fomos apresentados a Culverton Smith e Charles Augustus Milverton (Magnussen na série), já passamos pelo episódio do Cão dos Baskerville, Sherlock já conheceu Irene Adler e Watson se casou com Mary Morstan. O que sobra? Casos menos famosos, com personagens menos marcantes, que ainda não foram mostrados na TV, o que faria de Sherlock um procedural comum com o caso da semana - coisa que Moffat & Gatiss sempre deixaram claro que não queriam fazer.

Então temos uma segunda opção: Steven Moffat e Mark Gatiss teriam que começar a inventar elementos adicionais que não existem nas histórias originais, o que já os vimos fazer -- e não me refiro apenas a personagens pontuais, como Molly Hooper, mas a tramas inteiras envolvendo os personagens principais. Mas será que funciona? Pelas críticas que a terceira e a quarta temporada vêm recebendo tanto da imprensa especializada quanto dos próprios fãs, parece que nem tanto.

De qualquer forma, seria uma esperança para que a série retornasse em algum ponto no futuro. Mas será que devemos esperar por isso?

Assim como fizemos para desmentir os boatos sobre o suposto fim de Sherlock na terceira temporada, compilamos agora trechos de entrevistas que indicam porque dessa vez você deveria contar com o fim da série:

Antes da estreia da quarta temporada

Eu não sei por quanto tempo nós poderemos continuar. Eu pessoalmente quero mas não sou a figura mais importante nem de longe. Eu ficaria moderadamente surpreso se esta fosse a última vez que a gente fizesse o programa. Mas sem dúvidas pode ser." 
- Steven Moffat (link)


A quarta temporada de Sherlock está programada para ser a última. Ao menos, ele completa, a última durante algum tempo. 
"Pode ser o fim de uma era. A sensação é a do fim de uma era, pra ser honesto. [A série] segue uma direção em que seria bem difícil dar sequência imediatamente."

Ainda assim, ele não descarta um retorno - mas um que demoraria alguns anos para acontecer.

"Nós nunca dizemos 'nunca' sobre o programa. Eu adoraria revisitá-lo, adoraria continuar revisitando, mantenho isso, mas no futuro próximo todos nós temos projetos que queremos fazer e produzimos algo que está bem completo do jeito que está, então acho que teremos que esperar pra ver. A ideia de nunca mais interpretá-lo me deixa atormentado."

- Benedict Cumberbatch (link)

 "Agora que Sherlock permitiu com que fosse possível [interpretar os papeis que seus pais não tiveram oportunidade], ele pode não continuar no papel. Depois de filmar a quarta temporada, que estreia em janeiro, ele não espera retornar ao personagem "em um futuro próximo".
 - Benedict Cumberbatch (link)

Devido à repercussão de suas declarações, Benedict desmentiu os boatos sobre o fim de Sherlock:

"Você precisa assistir a quarta temporada para entender que por enquanto as temporadas não vão acontecer com a regularidade de antes". Veja o vídeo completo:


Steven Moffat, reafirmou o que Cumberbatch disse mas deu uma informação importante: próximas temporadas não foram conversadas com a BBC:

"Nós nem lançamos ainda a próxima [quarta] temporada. Nós não conversamos com a BBC sobre mais uma.
- Steven Moffat (link)

Gatiss diz que "não faz a menor ideia" se a quarta temporada será a última, e nem se Benedict Cumberbatch volta ou não para as (supostas) próximas temporadas. Mas quando perguntado se a série continuaria sem o ator, ele foi categórico: "De jeito nenhum. Nunca. Nem sem Martin Freeman". (link)

A verdade é que nós não sabemos. Nós estamos bem conscientes de que para os envolvidos no programa, Sherlock não é o único [projeto] bem-sucedido. Nós não queremos abrir mão. Nós não queremos continuar fazendo até passar do ponto em que [a série] deveria ter sido encerrada, passar do ponto em que achamos que não há mais nada novo a fazer.
- Steven Moffat (link)

Após a estreia da quarta temporada

Por quanto tempo ele continuará em Sherlock? "Tudo o que posso dizer...é que eu amo que as coisas sejam finitas...Sempre fico feliz que se pare antes que as pessoas queiram que você pare, ou então os Beatles ainda estariam por aí. Eu fico muito, muito feliz que eles tenham dito 'não, já é o suficiente'
- Martin Freeman (link)

"Foi uma espécie de final e, no momento, não há nenhum plano para que [a série] volte a acontecer de novo, mas nenhum de nós sabe", disse Louise Brealey, que interpreta Molly Hooper, a devotada amiga de Sherlock. Nós não temos um plano na cartola, mas é legal encarar esse como o final e se algo acontecer mais pra frente, seria uma surpresa maravilhosa."
- Louise Brealey (link)

Brealey duvida que haverá uma quinta temporada de Sherlock. "Nesse minuto, não há nenhum plano; nós paramos no que parece ser o local natural. Já me conformei com o fato de que não faremos outra." 
- Louise Brealey (link)

"Se esta foi a última vez - não que tenhamos planejado, mas pode ser, é possível - ela poderia ser terminada nesse episódio. Não poderíamos ter terminado em qualquer uma das séries anteriores, porque eles sempre acabaram com grandes ganchos para a temporada seguinte".
- Steven Moffat (link)


Essa é certamente a primeira vez que terminamos uma temporada pensando: "Se nunca voltarmos, isso terminou bem." Quando o episódio vai caminhando pro final é dito: "E eles continuaram resolvendo crimes na Baker Street para sempre". Se quisermos voltar e resolver mais crimes, poderemos continuar, isso não é problema.
- Steven Moffat (link

"Neste momento, nós não sabemos mesmo sobre o futuro. Mark Gatiss e eu precisamos ter uma longa conversa, possivelmente em um trem, sobre o que poderíamos fazer em uma próxima temporada. Nós amamos muito o programa, e isso significa que não queremos abrir mão dele antes de sermos obrigados. Todos os envolvidos sabemos que não haverão outros dias como esses e não estamos com nenhuma pressa de que eles acabem.
-Steven Moffat (link)

Apesar de dizer que não planejaram que a quarta fosse a última, Gatiss contou uma curiosidade da produção durante as filmagens:

"Honestamente, eu não sei se haverá mais. É de uma dificuldade incrível conseguir alinhar as agendas de Benedict e Martin", disse. 



"E obviamente, nós deixamos [a série] em um ponto feliz...se esse for o final, eu ficaria muito feliz do lugar onde paramos".



O futuro de Sherlock é tão obscuro que os produtores até tentaram garantir que Benedict e Martin filmassem juntos (potencialmente pela última vez) no último dia de gravações da quarta temporada, mas o plano não deu muito certo.



"Nós de fato tentamos fazer com que a última gravação fosse aquela de Benedict e Martin correndo para fora do prédio", lembra ele. "E aí nos demos conta de que tínhamos uma última filmagem no dia seguinte, com Martin caindo no chão - e aí foi assim que terminou. Como sempre, essas coisas acabam em choradeira".
 - Mark Gatiss (link)

Atualização: Steven Moffat afirma que quer fazer coisas completamente diferentes agora:

Eu tenho feito a curadoria e cuidado e me preocupado com Doctor Who e Sherlock por muitos anos -- essas duas enormes franquias que regurgitam novíssimos problemas todos os dias - além de escrevê-los. Você jamais é tão autor quando você escreve algo novo, quando tenta algo diferente. Eu sinto falta de tudo isso. Eu sinto falta de ser de fato um roteirista. Eu quero sair e encontrar coisas novas para fracassar nelas!  (link)



Resumo: Sherlock não foi renovada pela BBC, Mark Gatiss e Steven Moffat ainda não planejaram nenhuma história que seja imprescindível contar (reforçando o que dissemos acima que tudo de importante no cânone de Sherlock Holmes já foi feito), não há nenhum compromisso contratual para que os atores façam novas temporadas. Martin Freeman parece estar bem confortável com a ideia de que seja o final e Louise Brealey confirmou que o sentimento geral de todos é de que foi a última vez - uma nova temporada seria um "surpresa maravilhosa".

Além disso, a BBC já começou a disponibilizar roteiros antigos de Sherlock para download (link), o blog de John Watson, que a emissora mantinha ativo na internet, foi descontinuado e durante a última convenção oficial da série vários acessórios do set das primeiras temporadas foram leiloados.

A única coisa certa é que ainda há uma última convenção oficial para acontecer este ano - dessa vez, nos EUA -, e os mangás da primeira temporada da série estão previstos para serem lançados trimestralmente este ano. Nenhum novo merchandising foi anunciado.

Também é certo que a quarta temporada viu uma queda significativa na audiência de Sherlock e envolveu a série em polêmicas com acusações de queerbaiting feitas por fãs e críticas à qualidade em geral da trama, feitas tanto pela imprensa quanto pelos fãs.

Enquanto isso, Benedict Cumberbatch assinou contrato com o canal Showtime para produzir e atuar na nova série "Melrose".

Combinando todos esses fatores e sinais, a Sherlock Brasil encara a quarta temporada como a última de Sherlock e pretende em breve diminuir as atividades. Para nós, um próximo episódio está tão distante que quando vier, será considerado um revival. ;)

4 comentários:

  1. Último capítulo da 4 temporada foi um arraso!!! Se foi o último, foi o final perfeito!

    ResponderExcluir
  2. Último capítulo da 4 temporada foi um arraso!!! Se foi o último, foi o final perfeito!

    ResponderExcluir
  3. Último capítulo da 4 temporada foi um arraso!!! Se foi o último, foi o final perfeito!

    ResponderExcluir
  4. Sensacional a quarta temporada de Sherlock. Acompanhei bem cada um dos três episódios e acho que o encerramento de Sherlock foi na medida certa.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.