Ads Top

Una Stubbs, Lara Pulver e Louise Brealey: Bate-papo com as mulheres que amam Sherlock


AKA Mrs. Hudson, Irene Adler e Molly

Por Louise Brealey, para Radio Times


Conheça as mulheres que amam Sherlock Holmes - a senhoria (Mrs Hudson, Una Stubbs), a dominatrix (Irene Adler, Lara Pulver) e a rata de laboratório (Molly Hooper, Louise Brealey).

São duas da tarde de um dia de inverno que não irá ficar mais leve. O Speedy's Cafe na North Gower Street em Londres - que aparece como o exterior ao lado do apartamento de Sherlock e Watson, o número 221b na Baker Street - está cheio de ruídos, risadas e mastigadas ruidosas de clientes satisfeitos.

Construtores [de uniformes] fluorescentes se acotovelam com idosos, cavalheiros engomados em adequados Macs armados. Comprimidas perto do balcão, duas estudantes com cílios falsos dividem um prato de batatas-fritas, se unindo como gêmeas. Todos ignoram educadamente as atrizes que ficam com o rosto coberto de pó por uma grávida alarmante com uma bolsa de maquiagem do tamanho de uma mala.

Na noite anterior, eu perguntei no Twitter se os fãs de Sherlock tinham perguntas para as #SherlockWomen. Por incrível que pareça, eles tinham...

Vocês se parecem com seus personagens?  (@RyanMan_2) 

Lara Pulver: Há elementos em nossos personagens que vem de nós. Mas eu não saio por aí chicoteando pessoas. E não sou lésbica.

Una Stubbs: Acho que há muito de mim que é como Mrs Hudson. Eu adoro cuidar de Martin Freeman e Benedict Cumberbatch...Eu ainda peço as camisas dos meus filhos pra passar.

Louise Brealey: Eu não sou como a Molly. Mas eu tenho muito do estilo Dirty Dancing dos momentos "Vinha só trazer a melancia"*...Na verdade, acho que Molly viu Dirty Dancing muitas vezes; ela está esperando que Sherlock chegue cavalgando e diga, "Ninguém deixa Molly na esquina".

* [´No filme, Baby encontra Johnny, que se dirige ao primo e pergunta o que faz baby ali. Ela fica nervosa porque acha Johnny atraente e diz a primeira coisa que lhe vem à cabeça: "I carried the Watermelon", ou em português, 'vinha só trazer a melancia'.]

Sherlock realmente não gosta de mulheres e, se sim, por que achamos ele tão popular como uma figura romântica? (@theheartbreaks) 

Lara: Acho que tem tanta coisa se passando no cérebro genial dele que ele nem pensa nas mulheres como seres sexuais. Uma mulher bonita poderia passar por ele pelada - como eu fiz - e ele não registrar.

Louise: [rindo] Ah, eu acho que houve uma cintilação naqueles frios olhos azuis, Lara...
Una: É uma síndrome, não é? Ser frio e de coração duro. Por baixo você suspeita que há uma paixão queimando.

Louise: E é claro que ele é inatingível, o que, para muita gente, o deixa imediatemente irresistível...Eu me lembro de dizer pro Benedict, quando fizemos o piloto três anos atrás, "Você percebe que não será mais capaz de andar na rua se isso se tornar uma série?". Ele não podia se imaginar como um símbolo sexual. Ele ficou tipo "Bem, talvez entre as meninas emos". Ele não conseguia ver.


Lara: Isso é porque ele não se adequa à fórmula genérica.

Louise: Ele não está "farto", está Sherlock? Há algo irrefletido nele. É como eu gosto deles: irrefletidos...tem tudo a ver com o cabelo, não tem? Una e eu estávamos discutindo o cabelo mais cedo...

Una: Quando está todo preto...

Louise: E todo cacheado e um deleite e...

Una: Selvagem. Como Heathcliff. Eu gosto de despenteá-lo.

Lara: Como Mrs Hudson ou você mesma?

Una: As duas. Não há nada menos atraente que um homem que se acha atraente. Acho que o fato de Benedict não se achar atraente é muito atraente para as mulheres. As mulheres que sabem discernir.

Sherlock ama alguém? (@jennypib) 
Una: Acho que ele ama Mrs Hudson de alguma forma.
Lara: Definitivamente.

Una: E John, obviamente.

Louise: Quando nós o conhecemos na primeira temporada, ele era curiosamente assexuado. 
E aí no Escândalo na Belgravia uma rachadura se abriu...

Lara: Na cena onde ele toca minha mão e friamente me fala que estava medindo meu pulso, ele tem uma sensualidade ali...

Louise: Tem certeza que não é só como você se sente sobre Benedict?

Lara: [risos]

Vocês esperavam que o programa fizesse tanto sucesso? Qual o segredo? (@cowlamb) 

Una: Sherlock Holmes tem muitos seguidores através dos livros. Antes da série sair, acho que muita gente duvidava que seria um sucesso por causa da roupagem moderna. E eles ficaram desnorteados quando funcionou.

Louise: A primeira cena que eu filmei foi aquela onde Holmes e Watson se conhecem. Molly está ali no fundo, adoravelmente pasma. Eu estava assistindo pelo monitor na parte em que Benedict estica a cabeça na porta do laboratório e diz "O nome é Sherlock Holmes e o endereço é 221b Baker Street". E eu fiquei parada lá olhando pra ele e pensando "Sim. Sim, é isso."

Lara: É a combinação entre Steven Moffat e Mark Gatiss, Sue Vertue e Paul McGuigan fazendo maravilhas cinematográficas. Crucialmente, a série não subestima a inteligência das pessoas.

Una: Eu estava em Chichester, indo pro trabalho, logo depois que o primeiro episódio saiu. E havia uma massa de gente na rua - e tudo que eu ouvia era "Qual o nome dele? Benedict o quê?" Ele virou estrela da noite pro dia.

Louise: Una, você o conhece há anos, não?

Una: Eu fiz filmes com Wanda Ventham, a mãe dele, e nós morávamos na mesma área, em Kensington. Então eu saía com meu carrinho de bebê e Wanda e eu eu ficávamos conversando e lá estava o pobre Benedict, que eu acho que tinha uns quatro anos, parado ali enquanto nós fofocávamos na rua durante horas!
Qual membro do elenco conta as melhores piadas? (@kristenmchugh22) 
Todas três: Martin Freeman!



Alguma história engraçada do set? (@MuvaF) 
Una: Nenhuma limpa o suficiente pra contar!
Louise: [risos] Una, como você descreveria sua relação com Martin?
Una: A gente se dá tão bem que ele acha que pode tentar me chocar toda hora. Nunca consegue, mas me deixa constrangida em frente da equipe! Eles acham hilário. Eu me lembro de ver Paul McGuigan se dobrar de tanto rir, pensando, "Mas ela é uma vovó!" como se eu não tivesse permissão pra ouvir essas coisas.

Lara: Um dia nós estávamos no trailer de maquiagem e alguém estava escovando a peruca do dublê de Benedict - nós decidimos colocá-la em Martin. Colocamos o sobretudo de Sherlock nele e fizemos ele ficar em pé no topo de uma dessas cadeiras de maquiagem, e ele parecia alto e nós tiramos uma foto dele de baixo pra cima. E quando Benedict chegou, nós pegamos a assistente de maquiagem e falamos pra ela pedir que ele autografasse uma foto. Ela deu pra ele - e isso mostra como a mente de Benedict funciona - ele disse "Não lembro de vestir meu sobretudo com esse cachecol colorido."

Louise: Eu lembro da primeira vez que nós filmamos no necrotério em Merthyr Tydfil. Era a locação favorita da equipe e do elenco, porque é um necrotério de verdade. Em Merthyr Tydfil. Que no meio de Janeiro é bem lúgubre. Eu estava do lado de fora, andando pelos refrigeradores, e achei que estivesse sentindo o cheiro de alguma coisa. Alguma coisa um pouco errada. E eu falei brincando pra um cara da equipe e ele disse "Ah, é - eles acabaram de trazer uma velha que estava morta há um tempo".

Lara - como foi ficar nua na frente de Benedict e Martin? (@Molly_Hooper) 

Lara: Eles te dão um sutiã adesivo que gruda em você e...imagine um absorvente feito de lycra queimada [bronzeada] mas com arames que grudam como um copo em você. E sapatos Louboutin. Paul McGuigan me disse muito gentilmente, "Ok, a alternativa é nós passarmos horas filmando pra evitar que apareçam pedaços [na tela]ou nós tiramos tudo [toda a roupa] e filmamos mais rápido." Eu achei que não podia me colocar na posição de ficar lá o dia todo, praticamente nua, então eu fiquei mesmo completamente nua e terminei em algumas horas.

Una: Então você tirou tudo?

Lara: Sim.

Louise: Cacete. Bom pra você!

Lara: Não havia onde se esconder, nenhuma máscara, e algo muito empoderador tomou conta.

Una: Espero que Martin não tenha dito nada!

Lara: Martin disse algumas coisas mas foram inofensivas. Os dois me apoiaram bastante e no final, eu me recusei a dizer próxima fala até que Benedict olhasse meus seios!
[Há uma pequena confusão aqui, já que nos comentários do DVD, Pulver diz que precisou fazer Martin Freeman olhar; e Benedict diz que foi um fato curioso.]

Una - Como você se sente tendo uma nova geração inteira de fãs que te acham uma deusa? (@SophieCarter93) 

Una: Aww! Deus! Eu amo quando as pessoas perguntam essas coisas; são tão fofas!

Louise: Eu estava falando com Mark (Gatiss) e nós estávamos rindo, dizendo que você está em toda série de sucesso de cada geração. Ele disse que nós já devíamos saber que [a série] seria um sucesso enorme porque Una Stubbs está nela.
Vocês tem medo de que seus personagens sejam cortados? (@mattjmueller) 

Louise: Eu sempre acho que serei cortada. Eu fiquei tão empolgada quando soube que eu estava na segunda temporada. Benedict me mandou uma mensagem me dizendo que Molly estava safa.

Una: Aaah, a ideia não tinha me ocorrido! Eu odiaria se eu fosse. Martin disse que era melhor que nós fizéssemos logo a próxima temporada porque "Una estará senil até lá!"

Louise: Ele é tão maldoso...Eu estava lendo o roteiro de The Reichenbach Fall e uma cena começa no laboratório escuro com Molly colocando seu casaco - e eu estava lendo e fiquei tipo "Ai, merda. Lá vou eu..."
Que conselho vocês dariam para suas personagens? (@leaonamatopoeia) 
Lara: Tudo bem ser vulnerável.
Una: Pare de sorrir pra Sherlock e enfrente ele de vez em quando. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.