Ads Top

Louise Brealey: 'Quarta temporada é muito triste'


Da BBC
Como foi voltar ao set?
Eu fiquei muito feliz de voltar e fazer parte do programa de novo. Essa temporada é incrível e acho que em termos de Molly, é difícil dizer muito sem entregar as coisas, mas há alguns belos momentos com os quais estou muito empolgada.
Como foi retornar depois de uma pausa tão longa?
É estranho porque quando você começa depois de uma brecha de dois anos desde a última vez em que vez uma cena, eu volto e fico meio "ai deus...quem sou eu, quem é ela, quem é ela?" Este ano nós tivemos uma cena com um grupo grande, a primeira cena de volta - eu nem pensei nela (Molly), só abri minha boca e ainda que eu não tenha pensado na personagem em nenhum momento, não foi necessário depois de todos esses anos. Ele só está ali em algum lugar à espreita com uma serra cirúrgica. 
Como você descreveria a quarta temporada?
Triste. Muito triste. Mas eu também estou muito empolgada para a quarta temporada e acho que essa pode ser a melhor de todas. Há algumas criaturas nojentas na quarta temporada e também um pouco da mágica que te faz ficar apaixonada pelo programa logo no início.

LEIA TAMBÉM
- Amanda Abbington e Rupert Graves falam do relacionamento de Mary e Lestrade com Sherlock 
- 'Nós os veremos em suas horas mais sombrias e em seus momentos mais tensos', diz Moffat   
- 'O que iremos descobrir sobre Mycroft e Sherlock deixará tudo ainda mais interessante', diz Gatiss
- Martin Freeman: 'John gosta da adrenalina e a vida de casado não diminuiu isso'

 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.